Tag Archives: solidão

Solidão – por Fátima Irene

28 abr

Esse texto anda circulando pela net como se fosse de Chico Buarque (caiu até em uma prova de concurso), mas a verdadeira autora é Fátima Irene. Acho uma sacanagem quando fazem isso! O autor deve ficar p… da vida quando vê sua obra passando de mão em mão como se fosse de outra pessoa. Isso acontece muito com Arnaldo Jabor, tudo quanto é texto (até uns bem ruins) querem dizer que é de autoria dele…

Bem, mas deixemos essa discussão pra lá! Vamos à descrição de Fátima sobre o que, para ela, é a bendita (ou maldita) solidão.

“Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo… Isto é carência!

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar… Isto é saudade!

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes para realinhar os pensamentos… Isto é equilíbrio!

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente… Isto é um princípio da natureza!

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado… Isto é circunstância!

Solidão é muito mais do que isto…

SOLIDÃO é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma.”

LEIA MAIS
Solidão – por Mariana Mazza

Anúncios

Solidão

29 jan

É óbvio que ninguém (ou pelo menos a maioria das pessoas) gosta de ficar sozinho o tempo todo, mas há momentos em que você quer ou precisa estar só. O problema é que as pessoas parecem não entender e não respeitam isso.

Aliás, as pessoas gostam demais de fazer cobranças sobre a vida alheia. Se está solteira, “quando vai arrumar um namorado?”. Se está namorando, “quando vai casar?”. E se já casou, “quando vai ter filhos?”.

Eu costumo dizer que se os curiosos se preocupassem tanto com o aquecimento global como se preocupam com a vida alheia, o mundo estaria a salvo! Peloamordedeus, parem de encher o saco!!!

E se a pessoa não tem nenhum compromisso, tem que obrigatoriamente estar rodeado de amigos! Não tem nem o direito de querer não participar desses momentos coletivos sem levar o nome de “fuleiro”! Que saco!!!

Claro que amigos são muito importantes, é bom ter momentos legais com as pessoas que você gosta, mas às vezes só se quer uns momentos a sós com seus botões… Não posso querer ir ao cinema sozinha? Dar uma volta no shopping só? Ficar sozinha em casa sem fazer nada?

Não curto a solidão total, mas há pequenos prazeres que ela nos proporciona. E não quero abrir mão deles!