Até quando?

21 jul

Comecei a escrever esse post hoje pela manhã, mas acabei parando no meio porque não estava conseguindo concatenar as ideias. Mas agora à noite, esse tema bateu bem pertinho da minha porta, quase sussurrou nos meus ouvidos. Resolvi escrever.

Não estava conseguindo parar de pensar em como a gente faz caminhada, protesto pacífico, usa roupa branca no final do ano, tudo em busca da paz! A tão desejada paz mundial! A paz de poder sair de casa sem tanto medo desse monstro que assusta a gente: a violência urbana.

Essa semana uma mulher morreu vítima de uma bala perdida após um tiroteio em plena luz do dia, em plena Avenida Caxangá! Troca de tiros em uma perseguição da polícia a bandidos que tinham assaltado um carro forte.

Agora à noite tenho a notícia de que meu pai e a esposa dele foram vítimas de um sequestro relâmpago. Passaram cerca de 40 minutos andando com esses bandidos e ainda tiveram que ir a uma agência bancária onde meu pai teve que tirar dinheiro do cheque especial enquanto outros bandidos ficaram no estacionamento fazendo a mulher dele de refém!

Ainda bem que meu pai é o rei da tranquilidade! Quando fui assaltada, fiquei no máximo cinco minutos sob a mira de um revólver (na verdade deve ter sido até menos, embora tenha parecido uma eternidade) e fiquei apavorada! Imagina ficar com três caras desses dentro do carro, ameaçando você a toda hora? Num quero nem imaginar se meu pai não fosse tão tranquilo para tirar de letra essa situação…

Esses dois episódios não me deixam parar de pensar: até quando vamos aguentar essa situação? Até quando simplesmente vamos agradecer por não nossos entes queridos, nossos amigos ou até nós mesmo tenhamos sobrevivido a situações de risco como essas enquanto outros inocentes continuam sendo vítimas de violência urbana? O que fazer para acabar com isso?

Tenho que reconhecer (e os dados oficiais comprovam isso) que a violência em nosso estado tem reduzido bastante. Mas isso não é o suficiente! Isso não poupou meu pai e a esposa dele do susto que passaram! Isso não vai trazer de volta a vida da vítima de bala perdida!

Enquanto não se descobre a solução para tanta violência, só nos cabe apelar aos deuses. Que eles nos protejam, pois os homens da Terra ainda não são capazes disso…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: