Arquivo | julho, 2010

Misturinha de esmalte: Meu Penélope

31 jul

Bem, por mais que tenha uma fórmula, nem sempre é fácil fazer uma misturinha de esmalte dar certo. Mas às vezes é errando que se acerta.

Eu tava entando fazer uma misturinha de uma esmalte com cor alaranjada, mas exagerei no vermelho e ela acabou ficando rosa. O bom é que eu adorei o resultado e acabei o nomeando de Meu Penélope, em homenagem à coleção Penélope Charmosa, da Risqué. Achei que ficou um pouco parecido com o Armadilha Rosa.

Vamos à receita?

– 3 cm de esmalte branco (usei Bianco Puríssimo, da Risqué)

– 1 cm de vermelho rosado (usei Vermelho Ivete, da Colorama)

– 15 gotas de esmalte amarelo (usei o Amarelo, da Verona)

– 1 parafuso de aço inoxidável

– 5 a 10 gotas de diluente de esmalte (uso o Diluí, da Impala)

– 1 vidro vazio de esmalte

Pegue o esmalte vazio e despeje o esmalte branco e depois o vermelho. Coloque o parafuso e o solvente e misture. Depois pingue o esmalte amarelo, gota a gota e vá misturando. Ao final, se achar que ficou muito escuro, coloque mais umas gotas de branco.

Está pronto o Meu Penélope! A cor ainda fica um pouco mais escura que essa da foto. Linda!

Anúncios

Até quando?

21 jul

Comecei a escrever esse post hoje pela manhã, mas acabei parando no meio porque não estava conseguindo concatenar as ideias. Mas agora à noite, esse tema bateu bem pertinho da minha porta, quase sussurrou nos meus ouvidos. Resolvi escrever.

Não estava conseguindo parar de pensar em como a gente faz caminhada, protesto pacífico, usa roupa branca no final do ano, tudo em busca da paz! A tão desejada paz mundial! A paz de poder sair de casa sem tanto medo desse monstro que assusta a gente: a violência urbana.

Essa semana uma mulher morreu vítima de uma bala perdida após um tiroteio em plena luz do dia, em plena Avenida Caxangá! Troca de tiros em uma perseguição da polícia a bandidos que tinham assaltado um carro forte.

Agora à noite tenho a notícia de que meu pai e a esposa dele foram vítimas de um sequestro relâmpago. Passaram cerca de 40 minutos andando com esses bandidos e ainda tiveram que ir a uma agência bancária onde meu pai teve que tirar dinheiro do cheque especial enquanto outros bandidos ficaram no estacionamento fazendo a mulher dele de refém!

Ainda bem que meu pai é o rei da tranquilidade! Quando fui assaltada, fiquei no máximo cinco minutos sob a mira de um revólver (na verdade deve ter sido até menos, embora tenha parecido uma eternidade) e fiquei apavorada! Imagina ficar com três caras desses dentro do carro, ameaçando você a toda hora? Num quero nem imaginar se meu pai não fosse tão tranquilo para tirar de letra essa situação…

Esses dois episódios não me deixam parar de pensar: até quando vamos aguentar essa situação? Até quando simplesmente vamos agradecer por não nossos entes queridos, nossos amigos ou até nós mesmo tenhamos sobrevivido a situações de risco como essas enquanto outros inocentes continuam sendo vítimas de violência urbana? O que fazer para acabar com isso?

Tenho que reconhecer (e os dados oficiais comprovam isso) que a violência em nosso estado tem reduzido bastante. Mas isso não é o suficiente! Isso não poupou meu pai e a esposa dele do susto que passaram! Isso não vai trazer de volta a vida da vítima de bala perdida!

Enquanto não se descobre a solução para tanta violência, só nos cabe apelar aos deuses. Que eles nos protejam, pois os homens da Terra ainda não são capazes disso…

Misturinha de esmalte: Turquesa

18 jul

Conforme prometido, até que enfim trago a primeira misturinha!!! Com vocês, o Turquesa, uma cor exclusiva criada pela Dani Honorato, do Unha Bonita.

Confesso que pra quem não está tão acostumada com as cores diferentes, dá uma sustinho logo na hora que pinta. Mas logo depois comecei a achar lindooo!!!

A receita é super fácil, mas requer um pouco de paciência! Anote aí:

– 1,5 cm de esmalte branco corretivo (usei o Pétala Branca, da Colorama, mas pode ser o Bianco ou Bianco Puríssimo, da Risqué, ou o Polar, da Impala)
– 15 gotas de esmalte azul escuro tipo caneta Bic (usei o Azul Hortênsia, da Risqué, mas a Dani usou o Royal, da Impala, e indica também o Cobalto, da Impala, ou o Royal, da Big Universo)
– 10 gotas de esmalte amarelo flúor tipo marca-texto (usado: Fluors, da Impala)
– 5 a 10 gotas de diluente de esmalte (usei o Dilui, da Impala)
– 1 parafuso de aço inoxidável

Antes que você pense, eu não estou louca! O parafuso é para ajudar a misturar o esmalte, você vai ver como ele ajuda nessa mistura! Mas lembre-se, SÓ USE PARAFUSO DE AÇO INOXIDÁVEL, outros materiais podem fazer mal a sua saúde! É só ir às lojas de ferragem e pedir parafusos pequenos de aço inoxidável. Aqui em Recife achei na Casa dos Parafusos, na Avenida Caxangá.

Para fazer as misturas, é preciso ter um vidrinho vazio de esmalte, veja no Manual da Misturinha do Unha Bonita, como fazer para limpar vidrinhos de esmalte.

Pegue o vidrinho vazio e coloque 1,5 cm de esmalte branco. Use uma régua para medir. Em seguida, ponha as 15 gotas do azul.  Coloque umas gotas de diluente (tem gente que usa Óleo de Banana, mas ele tem o cheio mais forte e acho que deixa uma textura estranha) e em seguida o parafuso. Misture bem até a cor ficar homogênea. Em seguida, ponha as 10 gotas do amarelo flúor e misture novamente.

Bem, aqui devemos usar uma coisa que se chama “olhômetro”. Com essa fórmula, eu não consegui chegar à cor exata, ficou um azul muito claro. Precisei então acrescentar um pouco mais de azul, também de amarelo. Aí achei que ficou muito “azul petróleo”, então coloquei um pouco mais de branco. Ufa!!! Até que enfim consegui!

Acho que se usar os mesmos esmaltes, as mesmas marcas usadas, ajuda. Também é importante quando for acrescentar, colocar gota a gota e ir misturando até chegar o ideal! Põe duas de azul, mistura. Coloca mais uma, mistura. E assim vai! Não é fácil, mas extremamente gratificante quando se consegue! Vale tentar!

A cor fica super intensa, basta uma camada pra ficar uniforme. Eu ainda coloquei uma camada de base por cima, é um segredinho que aprendi e que ajuda a manter o brilho e durar mais a cor.

Quando tiver mais fotos das outras misturinhas, vou postando por aqui.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!

Segundo Ato: o novo DVD do Teatro Mágico

11 jul

Há alguns meses fiz um post por aqui contando como eu conheci o grupo Teatro Mágico. Foi engraçado porque aquela era a primeira vez que eu participava de um programa de TV, também era a primeira vez que eu conhecia as músicas do grupo. Dali em diante, virei fanzoca! Pra mim Fernando Anitelli é realmente um poeta que sabe brincar com as palavras e torná-las lindas melodias!

A novidade do grupo agora é o lançamento do DVD Segundo Ato, uma parceria com o Itaú Cultural, que traz no repertório músicas como Cidadão de Papelão, Criado Mudo, O Mérito e o Monstro, Abaçaiado (com participação mais que especial do pernambucano Silvério Pessoa), “…” (fala sério, só Teatro Mágico para colocar reticências no nome de uma música, ou como Anitelli diz: “reter a essência”).

Os shows de lançamento serão dia 16, no Rio de Janeiro e dia 18, em São Paulo. Poxa, quando é que vocês vêm a Recife? Já está mais que na hora, né?

Os DVDs serão vendidos em breve na Lojinha Virtual , já está disponível para pré-venda. Ah, você não está com grana pra comprar? Tem problema não, a pirataria está aí para isso. Ei, não se preocupe que o próprio grupo estimula a reprodução e divulgação dos seus CDs e DVDs na net.

“Podem piratear, jogar no youtube, fazer download! O que a gente quer é estar cada vez mais ao alcance de todos, ter voz, debater, dialogar, trocar figurinha com o público!”, afirma Anitelli, em entrevista no site do Teatro Mágico. O DVD já vêm com o selo “creative commons” que permite a circulação, veiculação, exibição e cópia das imagens na íntegra.

E vocês acreditam que mesmo disponibilizando todo o material de músicas e vídeos para serem baixados na net, a trupe já conseguiu vender mais de 200.000 cópias do primeiro CD, 80.000 do segundo e 50.000 do primeiro DVD, Entrada Para Raros? Pois é, isso é a prova que essa divulgação pode ser mais amiga que inimiga dos artistas.

Quer conhecer um pouco mais sobre o teatro Mágico? Dá uma olhada no site deles. Aproveita para baixar umas músicas e ouvir no seu MP3, você vai adorar! Visite também o youtube oficial, tem um montão de vídeos legais.

Misturex de esmaltes

9 jul

Quando eu era criança, costumava dizer que queria ser química. Bem, eu também já quis ser escritora, coreógrafa, médica, fisioterapeuta, atriz… Mas lembro bem quando eu dizia que queria ser química.

Acho que eu tinha na cabeça aquele estereótipo de químico vestido com uma bata e com vários tubos de ensaio na mão fazendo misturas mirabolantes! Adorava fazer essas misturas loucas usando cosméticos (da minha mãe, bixinha), material escolar como cola, hidrocor. O que eu gostava era de inventar melecas que na verdade não serviam para nada! Bom, mas a verdade é que depois que aprendi no colégio o que era química de verdade, deixei esse sonho morrer!

Mas desde que comecei a visitar o blog Unha Bonita, a paixão de criança tem insistido em voltar à tona. É que a Dani Honorato, responsável pelo Unha Bonita, ensina a fazer várias misturinhas de esmaltes maravilhosas. Adorei essa idéia! Assim é possível criar cores incríveis, copiar cores de esmaltes importados que são meio carinhos e até criar cores totalmente exclusivas!

Agora uma revelação do tipo “meu passado me condena!”. Eu tinha 14 anos, lembro que a moda era ter unha azul porque Camila Pitanga começou a usar esmaltes dessa cor com sua personagem Alex, na novela Malhação (pena que não achei nenhuma foto da unha dela nessa época… Sabe como é, era do tempo que a net tava começando a ficar mais disponível).

Acreditam que as meninas começaram a colocar tinta de caneta Bic dentro do vidrinho de base para tentar fazer um esmalte azul? Confesso que eu tentei fazer o mesmo, mas lógico que ficou uma caquinha… Ainda bem que hoje em dia tem uma infinidade de cores para você usar muitas diferentes e ainda fazer suas misturinhas! Tô meio viciadinha nisso!

Nos próximos posts, vou mostrar umas das minhas misturex por aqui. Aguardem!