O circo

8 fev

O espetáculo do circo, aos primeiros olhos, encanta. Cores, sons, luzes, palmas, gargalhadas, alegria!

A bailarina mostra toda a sua graciosidade ao envolver-se e desenrolar-se no tecido.

O palhaço faz rir, mostrando que não há nada no mundo que não se possa resolver com o bom humor.

O trapezista tem movimentos precisos, coragem e determinação ao desafiar os ares.

O domador é corajoso, tem força e habilidade para enfrentar o leão.

O leão por sua vez, mostra-se desafiador aos atos de quem o doma.

Mas, ao apagar das luzes e desmontar da lona, o espetáculo se desfaz.

A bailarina, ao desfilar movimentos graciosos, na verdade oculta suas dores.

O palhaço que faz rir, por dentro chora a perda da pessoa amada.

O trapezista mascara o medo da morte fingindo coragem e determinação.

O domador usa força e habilidade para espantar o pavor que sente do leão.

Já o leão é na verdade um desafiador do próprio medo que tem do domador.

No circo é assim: ao final, as luzes enfraquecem, as cores desbotam, as palmas e gargalhadas desaparecem, a alegria vira apenas uma lembrança boa.

Tudo não passa de um grande espetáculo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: